Voltar à terra

Almáa ecológica em Sintra

- Maio 24, 2015 -

No Hostel Almáa os hóspedes procuram todos o mesmo: tranquilidade, locais eco e com predisposição para a sustentabilidade. O João é um dos donos e vai gerindo o espaço com a ajuda de uma equipa muito simpática. Ele trabalhava na banca e nos seguros e decidiu mudar de vida, quis partilhar os seus valores, dando à sociedade o melhor que pode. Já ganhou vários “Green Awards” graças ao Hostel Almáa, que tem 34 camas e vários quartos. Recebe retiros de desenvolvimento, aulas de yoga, meditação e muitos hóspedes estrangeiros e nacionais.

 O Almáa conta com uma maravilhosa cozinha, rústica e original, feita com produtos reciclados e eco, e um espírito que inspira à culinária, ao diálogo e à comunhão. Ir até lá é fazer uma viagem ao estrangeiro, sem sair de Sintra. Nesse dia, eu sou a única portuguesa ali hospedada. “Viaja-se cá dentro” – diz João -“E é uma forma de conhecer novas culturas”.

 Uma das hóspedes é de Dublin e segue um roteiro turístico que inclui locais eco como o Almáa, e quintas biológicas, onde aproveita para trabalhar e aprender. É uma outra maneira de conhecer pessoas e locais. Ao almoço, ofereço-lhe maçãs bio. Ela adora. Uma outra hóspede é austríaca e reconhece a marca dos oregãos e do caril que uso na minha receita. É uma marca do seu país. Conta-me que a irmã também tem uma quinta biológica lá. Aprecio a companhia delas. São pessoas interessantes, artistas. Uma dança, a outra escreve, e partilhamos o espírito de entrega à natureza.

Todas as mobílias e a decoração da sala e dos quartos foram reaproveitadas, tendo um “papel semi-social”, como explica o João. As paletes com que as camas foram construídas vieram do Banco Alimentar, as mantas foram feitas por mulheres que estão detidas na prisão, e que têm um marca, a “Reklusa”. É tudo decorado a partir de lixo reaproveitado.

Eu preparo o almoço: caril de frango com bróculos cozidos a vapor e uma salada, tudo produtos biológicos (podem ver a “Receita caril com Almáa”- já online). Reparo que o detergente é ecológico, como na minha casa. Depois de lavar a louça e fazer reciclagem dos restos do almoço (um dos contentores diz “só lixo orgânico”), chega a altura de dar um passeio pelo jardim da quinta, que é um monumento representativo da floresta de Sintra, que podem ver no “Look Almáa”.

Estamos mesmo ao lado da mítica Quinta da Regaleira. Pode-se ir a pé até ao centro histórico da vila. Mas para quem só quer descansar, como é o meu caso, fico por ali, tem um jardim lindo e enorme. E dormi tão bem! Acho que fiz um verdadeiro sono de beleza! 

almáa1 almáa2 almáa3 almáa4

almáa5

 

 

Hostel Almáa

Fotos: telemóvel e Rui Alves

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Os campos marcados com * são obrigatórios.