Voltar à terra

Um dia de cada vez

- Outubro 22, 2015 -

O Festival DocLisboa 2015 começa hoje a sua 13ª edição.  E, entre muitos filmes, há um que recomendo, não só porque gosto dos realizadores, João Canijo e Anabela Moreira, mas também porque me toca especialmente pelo tema abordado. “Portugal -Um dia de Cada Vez” revela um Portugal escondido, que está a desaparecer. Sim, a aldeia da minha avó tinha uma loja, uma escola, um café. Agora, resume-se a um grupo de poucos idosos e a alguns estrangeiros que resolvem dedicar-se à agricultura. Mas o filme não é sobre a terra da minha avó. É sobre as nossas várias terras.

“Uma viagem que começa no extremo Norte de Portugal e que, por terras de Trás-os-Montes e do Alto Douro, visita uma dúzia de aldeias e lugares. As casas, os cafés, as ruas e as pessoas que ainda as habitam. É o retrato do dia-a-dia de algumas dessas pessoas, cada vez menos, cada vez mais idosas. E sós. Gente que leva a sua vida, um dia de cada vez. “

A estreia mundial é no DocLisboa.

Bom cinema!!

24 OUT / 18.15, CINEMA SÃO JORGE – SALA MANOEL DE OLIVEIRA
26 OUT / 15.00, CINEMA CITY , CAMPO PEQUENO– SALA 1

 

 

 

Categoria: Lazer Amigo do Ambiente

 

Deixe um comentário

Os comentários sobre “Um dia de cada vez

  1. anabela, que óptima sugestão!!
    as aldeias enchem-se de cor e gente no verão, mas tantas vezes fico a imaginar a aldeia dos meus avós com nevoeiro, chuva e a incerteza dos dias cinzentos….
    Dizia um amigo meu “se as aldeias dessem oportunidades, toda a gente ficaria nelas!”. o que podemos fazer para reverter este isolamento final e derradeiro que elas atravessam? pelo lado mais positivo da crise e impulsionados ou nao pela mesmo, temos as gentes que se retiraram para meios pacatos para descobrir novas formas de viver… mas será esse o catalisador? porque os cuidados de saude, a cultura, a variedade, onde encontramos? em que raio de quilometros ficam? o que poderia o governo e a sociedade civil fazer para que as aldeias fossem mais que uns dias de férias ou um engraçado e prazeroso turismo rural de dias contados?? que projectos diferenciados existem?
    é que ligo o noticiario e só insistem em falar de acontecimentos em lisboa e porto…….

    Um beijinho anabela!!
    :)

Deixe uma resposta

Os campos marcados com * são obrigatórios.