Voltar à terra

No Mercado da Quinta do Arneiro

- Maio 7, 2015 -

Começo aqui a registar no blog as minhas reflexões sobre os gastos que faço com produtos biológicos. À parte das questões ambientais, estamos perante a eterna questão: os produtos biológicos são muito mais caros do que os outros?

Depende do ponto de vista. Se considerar que, desde que eu e o meu marido fazemos este tipo de alimentação, adoecemos poucas vezes e que já não me lembro de tomar antibióticos e das constantes idas ao médico, então já estou a poupar.

E não consigo deixar de pensar que estou a contribuir para menos poluição num planeta que, cada vez mais, dá provas que não tem recursos ilimitados.

A agricultura biológica é feia? Os produtos não levam químicos e são mais facilmente atacados por bichos: caracóis, lesmas, pássaros, ratos. Às vezes podem não ter um grande aspeto, é verdade, mas têm mais vitaminas e minerais! O preço é justo porque o tempo dedicado à agricultura é maior. E o risco na agricultura é sempre grande.

Nesta ida às compras, gastei 12 euros e trouxe alfaces, beterraba, couves, cebolas, laranjas, maçãs, nabo, acelgas. Um saco cheio que, para uma casa com duas pessoas, chega quase para uma semana. É caro? Não. Dediquei algum tempo a ir a Mafra? Sim! Mas ainda relaxei a apanhar sol e a respirar o ar puro da natureza. Para além de encontrar a enorme simpatia dos funcionários da Quinta do Arneiro!

Pode-se comprar os cabazes de produtos que eles prepararam através da internet. São entregues em casa. Está tudo muito bem explicado em http://www.quintadoarneiro.pt/cabazes-biologicos-de-entrega-ao-domicílio.

Garanto que vale a pena!

compras_mercado1

compras_mercado3

compras_mercado4

compras_mercado5

compras_mercado7

compras_mercado8

img-interna2

relógio

 

 

compras_mercado9

Roupa: Escada

Jóias: Swarovski

Cabelos: Vânia Quitério Metrostudio 

Fotos: Rui Alves

Deixe um comentário

Os comentários sobre “No Mercado da Quinta do Arneiro

Deixe uma resposta

Os campos marcados com * são obrigatórios.